22 janeiro 2013

MENSAGENS OCULTAS DA ÁGUA

Queridos leitores,
venho em mensagem de Ano Novo, utilizando a água como veiculo, falar-vos de amor, unidade e dever humanitário.
Muitos não sabem, mas nossa voz e pensamentos são vibrações emanadas de um epicentro interior para a periferia que nos rodeia. À nossa volta, mesmo quando a sós, existe ar, água, fogo, terra e etér. Esses elementos recebem as vibrações do pensar, sentir, agir, respirar. Estamos em contínua permuta com o meio.
Masaru Emoto, um cientista japonês, descobriu que a água é como uma folha em branco que em contato com vibrações, escreve e reescreve cristais geometricos que podem ser lidos quando é congelada. Uma linguagem sutil aprisionada no estado sólido, no plano da manifestação, facilitando sua perceção (veja o video).
A água tem várias funções. Sem água o ser humano não sobrevive. Beber água é uma necessidade básica de hidratação, mas ela é também usada para limpar e purificar. E sempre se renova, filtrada pela terra, evaporada pelo fogo, devolvida pela humidade do ar, todo o ciclo se repete ao longo de dias, meses, anos, séculos, aeons de tempo.
Em determinada altura neste ciclo, entraram aqueles que se dispuseram a tratar da água. Criaram filtros artificiais, depósitos de armazenamento, aquedutos de distribuição, canalização metálica, depositaram quimicos e taxaram a água. Um direito de todos passou a ser um bem onerado. Bom, mas era compreensivel... Os tratadores da água tinham de ser pagos, afinal estáva implicito um trabalho humano. Hum... hum... Estava indo tudo muito bem (pensavamos nós). Até que no pensamento de alguns começou a vibrar uma intenção densa, materialista, uma sede de mais poder, mais dinheiro, mais controlo. A água sentiu isso. Seus cristais deformaram, enegreceram, em vez de bailarem geometrico, ficaram agitados, desorientados.
Então, a água veio até alguns e segredou-lhes ao ouvido:
Por favor, ajudem-me. Querem privatizar as Águas de Portugal. Querem transferir os direitos da água, do sector público para o sector privado. Querem lucrar com um direito que é de todos!
Aqueles que realmente se importam, logo se pronteficaram em ajudar. Afinal se estamos em democracia é lógico que a voz do povo seja ouvida, precisamos nos organizar em defesa dos direitos da água.
Foi aí que veio à lembrança uma ferramenta de cidadania. Uiii pobre utensilio de defesa, enferrujado, pesado. São precisas 35.000 pessoas para erguerem a Iniciativa e deslocarem-na até ao Parlamento! Trabalho Herculano!! Mas para os fortes de vontade, os 12 trabalhos de Hercules não são mito. A ILC é de fato um direito de cidadania. Os cidadãos podem reunir-se para apresentar uma proposta de lei à assembleia governativa. Portanto, vamos a isso.
Desde que a oportunidade foi criada em 2003, os portugueses apenas conseguiram submeter duas ILCs à aprovação do Governo. Uma delas deu origem à Lei da precariedade, aprovada por unanimidade. Agora, está em conclusão a ILC-A Água é de todos que já atingiu 35.000 assinaturas mas que quantas mais conseguir melhor, para que os governantes percebam a força coletiva. Portanto, se é Portugués, se quer continuar a usufruir da água a um preço público, assine a Iniciativa Legislativa. Aproveite o fato de estar entre familia ou amigos este final de ano e recolha assinaturas.
Juntamente com a ILC da Água, peça que assinem a ILC da Democracia Participativa, que é o quê? A ILC da Democracia Participativa é uma proposta para que esta ferramenta de cidadania se torne menos exigente. Embora todos tenhamos vontade herculana, tudo pode ser facilitado por forma a realmente vivermos a democracia na prática e não só em teoria.
Assim, a ILC-Democracia Participativa propõe à Assembleia da República a diminuição do número minimo de assinaturas de 35.000 para 7.500. Click nos links por baixo das ILCs e informe-se.
Está na hora de deixar de apenas reclamar e arregaçar as mangas, agir, co-criar!
Vamos unir-nos em prol do interesse comum.
Feliz Mundo Novo para todos.
O PublicarPara Partilhar deseja-vos Saúde, Felicidade e Próspera Consciência.
Assista aos testemunhos dos membros da Associação Água Pública Europeia


A ILC da Água já deu entrada na AR - projeto de lei 368/XII neste link
pode continuar a angariação de assinaturas para dar mais força coletiva à inicitaiva