30 março 2011

BLOGAGEM COLECTIVA TEIA AMBIENTAL - 7 ABR 2011

Queridas visitas, já faço parte desta colectiva há quase 2 anos e assim vou continuar enquanto tiver o VERDE na palavra. Meu discurso, mesmo nas postagens normais tem sido sempre pró-ecologico, defendendo e divulgando alternativas ambientais corretas.

Conforme vos foi possivel constatar na BCFV e na BCAP, não é necessário ser um blog ligado a nenhum tema especifico para falar sobre ele. O interessante é alargar horizontes, ter visão holistica e mediante o epicentro, temática central do nosso blog, refletirmos sobre outros temas inevitavelmente conetados. Faz bem para o cérebro, exercitar os neurónios!

Quer se queira, quer não, pretencemos todos à mesma Teia da Vida, cada um seu fio, cada fio segurando o outro, e a net (rede) está aqui para encurtar a distância, para internetar nossas ideias e acções em prol dum futuro melhor para a humanidade.

Dai que, aproveito a onda da BCAP para vos convidar TODOS, a reforçar a Teia Ambiental. Os mentores do projecto são a querida Flora e Gilberto: Almas lindas, iluminadas. Personalidades generosas, solidarias com uma missão entre muitas outras, de fazer nascer uma nova consciência :)

REGRAS:
Postar a todo o dia 7 de cada mês;
Tema, sempre livre* desde que sobre o ambiente.

VÊ COMO É FÁCIL?

Blogs pertencentes à Teia (os mais resistentes, outros entraram e já sairam):
Alma Mater
Flora da Serra
Espiritual-Idade
Essência Estrelar Maya

FractaisCalu
AescolaÉbela 
LuzDeLuma - Yes Party 
TachosVsPanelas 
e...eu »» Publicar Para Partilhar :)

NOTA:
*a exemplo deixo um aproveitamento do tema da BCFV-Nascimento para falar de NATALIDADE na Teia Ambiental e um aproveitamento do tema da BCAP-Desencanto para falar de AMOR INJUSTO na Teia Ambiental.

As minhas participações nesta Teia encontram-se na coluna lateral direita nos links por baixo do selinho.
Até dia 7!
Encontramo-nos lá.
Na Teia Ambiental, para celebrar a vida da Mãe Terra.

28 março 2011

PORRÓPIZZA COM TOMATE E PINHÃO

Sem palavras! Um show de Pizza!
INGREDIENTES:
  • Massa para 1 base de Pizza (caseira ou de compra);
  • 3 Alhos franceses biologicos (porros);
  • Azeite e sal fino;
  • Oregãos Secos;
  • 2 Tomates maduros biologicos;
  • Tofú fumado (usei sobra de Tofú MAGGIco* com cogumelos);
  • Queijo Mozarella curado ralado;
  • Pinhões.
CONFECÇÃO:
Higienizar muito bem a parte branco dos alhos franceses. Dar um corte ao alto para conseguir lavar por dentro. Cortar às meias luas. Refogar numa frigideira com azeite e sal.
Enquanto isto, aquecer o forno a 140º e levar a base de pizza a secar um bocadinho.
Retirar do forno, untar com azeite, povilhar com oregãos secos, dispor as fatias de tomate, sobrepôr o alho-porró, o tofú (no meu caso c/cogumelos), terminar com queijo e pinhões.

26 março 2011

TACOS MEXICANOS VEGETARIANOS

Quem é que ainda acha que comida vegetariana não tem graça?!
Tem graça, sim! E muito sabor! A prova está nesta confecção com espirito mexicano.
Ei Gringos e Gringas, desmintam-me se quiserem, mas só depois de provar, tá certo?
Quem come vegetariano diz adeus às indigestões, à azia, ao enfartamento...
É qualidade de vida! Podem confiar.

INGREDIENTES:
  • 1 Cebola;
  • Azeite;
  • 1 copo de Soja texturizada fina;
  • Sal e pimenta;
  • 1 pacotinho tempero para tacos;
  • 100 ml polpa de tomate;
    Água;
  • 1 tijela (ou lata) de Feijão encarnado cozido;
  • Cominhos em pó;
  • Coentros desidratados;
  • Queijo curado mozzarella, ralado.
CONFECÇÃO:

Coloque a proteina de soja a hidratar em água. No dobro de água fria. Por 20 minutos.

Faça um refogado de cebola picada com azeite. Adicione a soja fina, espremida da água. Tempere de sal e pimenta. Deixe refogar junto.

Povilhe o refogado com o tempero para tacos (que é na realidade uma mistura de vários condimentos como pimentão, cominhos, pimenta, piri-piri, etc...). Deixe refogar mais um pouco e junte a polpa de tomate mais 1 copo e meio de água. Tape para estufar em lume brando.

Após 10 minutos a ferver, adicione o feijão encarnado cozido. Mexa e tape para continuar a estufar em lume brando. Quando terminar, e antes de rechear os tacos, aplique um pouco de cominhos moidos na parte que irá utilizar.

Geralmente este chili fica melhor de um dia para o outro. Pode fazer em grande quantidade pois é delicioso em várias confecções, como por exemplo, esta de pizza hot chili beans.

Entretanto, aqueça o forno. Recheie e disponha os tacos sobre um tabuleiro de ir ao forno. Povilhe de coentros secos e queijo mozzarella. Leve a gratinar.

Sirva, acompanhado com arroz multicolor e alface ripada, temperada com azeite, mais cebola marinada em vinagre. E claro, se gosta de alcool, beba Corona com lima ou Tequilla de morango :)

16 março 2011

BCFV - 2ªFASE - INFÂNCIA - 15_ABR_2011

Antes de mais, agradecemos imensamente pela adesão maciça à nossa BCFV. A 1ªfase foi um momento inesquecivel, de boa energia, de abraço fraternal entre participantes. Ontem nasceu nosso bébé, a blogosfera deu à luz uma colectiva muito unida, dinamica, criativa, iluminada, generosa, inclusiva, diversificada... o cordão humano em torno do NASCIMENTO foi o maior sucesso! Parabéns universais, felicitações pelas vossas esplendorosas criações.

Como todo o recém-nascido, assim vai a BCFV-bébé despertar para o mundo que a rodeia, alargar horizontes, explorar territórios desconhecidos, juntar mais blogs à sua existência (assim esperamos!!), conquistar corações com amor, avançar a passos largos durante os próximos 30 dias em direcção à 2ªfase de vida:

ImageChef.com

Falar sobre INFÂNCIA é falar da criança que há em nós, aquela que não pode ser esquecida porque mesmo adultos, devemos preservar alguma inocência, algum deslumbramento, muita alegria e vontade de rir, pular, gritar! Por vezes ser inconsequente, viver o presente, ser despreocupado...

A INFÂNCIA é uma etapa talvez longinqua que recordamos cada vez que olhamos para os nossos filhos, ou para as nossas fotos. Fale-nos dessa criança interior que ainda vive dentro de si, fale-nos da criança que foi, da INFÂNCIA que teve...ou simplesmente, pegue num pincel e pinte todas as cores que transmitem estados de espirito infanties, puros, cristalinos como risos. Tempere um cozinhado como se estivesse brincando de fada ou bruxinha, cozinhando para as bonecas com pós de pirlimpimpim :)

São apenas exemplos. Pedimos a todos/as que se deixem levar nas asas da imaginação, do sonho. Façam castelos no ar! Que histórias vos encantaram? Que princesas ou cavaleiros queriam ter sido? Entreguem-se a este estravasar de emoções. Apliquem toda a vossa inteligência emocional para colocarem as sensações em primeiro plano. Sentir é viver, partilhar é vibrar. Vibremos então em unissono.

A organização agradece toda o carinho verificado,
http://espiritual-idade.blogspot.com/
http://nacozinhabrasil-gina.blogspot.com/
http://publicarparapartilhar.blogspot.com/
reencontramo-nos dia 15 ABRIL

NOTAS IMPORTANTES:

Os participantes não são obrigados a seguir todas as fases, podem participar apenas nas que desejarem.
É permitido trazer para o dia de publicação qualquer artigo já publicado que se adapte ao tema.
O artigo participante pode servir mais do que uma blogagem colectiva, desde que não fuja à temática.
No dia 15, uma vez publicado seu post, deixe um comentário. Divulgaremos que estão participando, para que todos possam ler!

15 março 2011

NASCIMENTO - ENTENDER A DEFICIÊNCIA

BCFV - 1ªFASE - NASCIMENTO

Confesso que estou um bocadinho nervosa a escrever este texto...
Não quero por nada, proporcionar um momento triste a ninguém, antes pelo contrário, quero deixar aqui um testemunho de felicidade e esperança. É este o meu estilo, ser optimista, positiva e crente. Pensei muito antes de optar por falar-vos da Deficiência, da forma como consegui entendê-la e aceitá-la. Mas falar de nascimento sem falar de Deficiência seria esconder, mentir ou fingir e não há motivo algum para o fazer.

Ninguém está preparado para receber uma noticia do género: A sua filha nasceu com parte do cérebro que não funciona. É uma incognita saber qual será o futuro da criança. Nesse momento, todo o deslumbramento ligado ao nascimento, todos os sonhos, caem por terra. Apenas uma questão permanece: Porquê eu? Porquê a mim?

Conforme o tempo foi passando, a revolta deu-me forças para lutar, a esperança renovava-se a cada vitoria. Senti-me também eu a renascer por dentro. Actualmente afirmo que o nascimento da Carolina foi um renascimento para mim. Perante as limitações da minha filha percebi que há coisas a que damos tanta importância na vida e que não têm valor algum. Entendi que a felicidade não está na melhor casa, no melhor carro, no marido mais giro disputado por todas, na moda que se veste, não está, de facto, naquilo que nos fazem crer!

Esses e tantos outros padrões foram desconstruidos em mim, para darem lugar a padrões libertadores, flexiveis, anormais aos olhos dos mais tradicionalistas, preconceituosos, conservadores. O nascimento de um novo EU, de uma nova interioridade tem me permitido alargar horizontes. Aceitar a Deficiência é aceitar a diversidade que há no mundo, é dar espaço a todas as etnias, a todas as opiniões, religiões, habilitações... criar novas escalas de valor, ou simplesmente não comparar o incomparável. Porquê qualificar, quantificar, se todos têm o seu mérito?

Afinal de contas o que é ser normal? A normalidade está na maioria? Então se a maioria passar a minoria, a normalidade muda de equipa? Assim acontece com tudo. O normal é trabalhar até nos matarmos, o normal é vegetar e não usufruir da vida, o normal é não nos importarmos com o planeta, o normal é...

O normal ou o "corrente", é normal que nos acorrente, que nos sufoque a mantermo-nos dentro da normalidade. Pois...mas então eu não quero ser normal...as vezes que tentei ser, senti-me infeliz. Foi preciso gerar uma criança que não é normal para acordar para a anormalidade da minha inconsciência.

Termino com a sopa de princesa que fazia quando a Carol era bébé e um dialogo entre mãe e filha:
Carol - Mãe o que é ciente?
Rute - Ciente?? não entendo!
Carol - Sim, mãe, ciente os meninos chamam.
Rute- Deficiente, queres dizer deficiente, filha?
Carol- Sim, mãe, ciente. Os meninos chamam a mim.
Rute- Hummm deficiente...deficiente é ser especial. Sabes as princesas? As meninas não são todas princesas pois não? Só nos livros é que há princesas. Pois, ser deficiente é como ser princesa. Nem todos os meninos e meninas podem ser. Só mesmo os/as mais especiais, como tu.
INGREDIENTES:
  • 1 Batata média biologica;
  • 1/2 Beterraba;
  • 1/4 Cebola;
  • Fio de azeite virgem;
  • Água purificada.
CONFECÇÃO:
Chamava a esta sopa, de princesa, porque costumava ficar cor-de-rosa. Mas desta vez ficou mais para o vermelha.

Sempre gostei de fazer sopa fresca todos os dias, dai as pequenas quantidades. Mais ainda é de grande importância não juntar muitos ingredientes e ir introduzindo 1 ingrediente novo de cada vez. Deste modo, se o bébé for alérgico a algum, consegue-se facilmente identificar qual.

A confecção é simples, descascar os vegetais biologicos, levar ao lume com água purificada. Não temperar até estar cozido. Regar com azeite ao triturar. Usar azeite virgem por ter pouca acidez.


PARTICIPAÇÕES (conforme vão chegando):

2-Aprendersemescola.blogspot.com; 3-Eueostachos.blogspot.com
4-Isabeau-desenhos.blogspot.com; 5-Cozinhadamonica.com
6-Aromadecaf.blogspot.com; 7-Blogdedoraregina.blogspot.com
8-Nabiroskinha.blogspot.com; 9-Espiritual-idade.blogspot.com
10-Pereirapequeno.blogspot.com; 11-Escolabela.wordpress.com
12-Eternosprazeres.blogspor.com; 13-Partilhandoamesa.blogspot.com
14-Sempretensõesamorcontosecausos.blogspot.com
15-Anacristinap.blogspot.com; 16-Receitinhasefrescurinhas.blogspot.com
17-Sementesdiarias.blogspot.com; 18-Verseiro.blogspot.com
19-clima65.blogspot.com; 20-Cucchiaiopieno.com
21-Decozinhaemcozinha.blogspot.com; 22-Ahortaencantada.blogspot.com
23-Criandocoresdavida.blogspot.com; 24-Arslitterayelizus.blogspot.com
25-Saboreandooslivros.blogspot.com; 26-Larasobral.blogspot.com
27-Nacozinhabrasil-gina.blogspot.com; 28-Lucinhasdreamgarden.blogspot.com
29-Anabelaemblogagenscolectivas.blogspot.com
30-Gostosurassemtravessuras.blogspot.com; 31-Marialuizasaes.blogspot.com
32-Anovacela.blogspot.com; 33-Vivendolaforanoseua.blogspot.com
34-Acolmeiadabelhabimbando.blogspot.com; 35-Concertezaeamor.blogspot.com
36-Contosoufatossurreais.blogspot.com; 37-Esplendordacriação.blogspot.com
38-Msocorrom.blogspot.com; 39-Supremamagaia.blogspot.com
40-Olharesesaberes.blogspot.com; 41-Luluexperiencia.blogspot.com
42-Familymommy.blogspot.com; 43-Cantinhodaterceiraidade.blogspot.com
44-Fazendomeucaminho.blogspot.com; 45-Jardinsdeumaalmaeterna.blogspot.com
46-Floradaserra.blogspot.com; 47-Misturao.blogspot.com
48-Asasdosversosereversos.blogspot.com; 49-007conexaoblogs.blogspot.com
50-Artes-viagens-sabores.blogspot.com; 51-Luzdeluma.blogspot.com
52-Diariodumapsicologa.blogspot.com; 53-Sonhodocesonho.blogspot.com
54-Mamyrene.blogspot.com; 55-Sonhareser.com.br
56-Zildasantiago.blogspot.com; 57-Nacasadoborao.blogspot.com
58-Umaesposaexpatriada.blogspot.com; 59-Agendailustrada.com
60-Artelivrevimaje.blogspot.com; 61-Belrech.blogspot.com
62-Acolhercomamor.blogspot.com; 63-Angel-minhapalavra.blogspot.com
64-Conversascartomanticas.blogspot.com; 65-Ensinoregular.blogspot.com
66-Casacoisasesabores.blogspot.com; 67-Amehliadigital.blogspot.com
68-Simplesmentecucla.blogspot.com; 69-DomingosIrio.blogspot.com

Artigo relacionado: NATALIDADE na Teia Ambiental (outra blogagem)

A ex-professora da minha filhota decidiu presentear-nos com este texto (obrigada Paula)

14 março 2011

CHÁ DE URTIGAS COM ESPECIARIAS

Das urtigas biológicas que utilizei para a Sopa, restaram algumas folhas que sequei numa rede ao ar livre, após terem sido bem lavadas e escorridas num passador. As propriedades diuréticas e desintoxicantes da urtiga são ainda mais notórias quando nos dispomos a beber chá de urtiga durante o dia.

No entanto alerto as pessoas que sofrem de insuficiência renal para não o beberem. É uma infusão que irá pôr os rins para trabalhar demasiado. As restantes pessoas, podem e devem. Eu tenho sempre o hábito de ter uma caneca de chá em cima da secretaria.

Porém, nestes dias frios tem arrefecido o chá instantaneamente e como gosto de chá quentinho, procurei no mercado um copo-termo. Encontrei este da foto, muito especial, no
Starbucks porque tem espaço interior onde se pode colocar fotos, desenhos, recortes... claro que optei por colocar o arco-iris vertical que a Carol fez há largos anos atrás, mas que continuo a amar por ser tão original :)

INGREDIENTES:

Folhas de urtiga desidratadas;
1 pau de canela;
1/2 colher sementes de anis;
1 baga de cadamomo;
Água a ferver.

CONFECÇÃO:

Abrir a baga de cardamomo e moer as sementes no almofariz junto com as sementes de anis. Colocar tudo no copo-termo, encher de água fervente. Adoçar se gostar. Eu não adoço o chá, bebo sempre sem açúcar.
NOTICIA DE ÚLTIMA HORA: Campeonato Anual Inglês de Comedores de Urtigas




Atenção que as urtigas após 24 horas de terem sido apanhadas, já não picam!

12 março 2011

ESPARREPIZZA DE GRELOS E ALHEIRA

Esta pizza tem história... Uma história de sentimento verdadeiro.
Sexta-feira telefona-me a ex-sogra (do 1ºcasamento): - Então está tudo bem por cá? Cheguei agora de Vila Franca da Beira, trouxe grelos de couve. Biológicos. Não é como vocês lhe chamam? Estes não levaram mesmo nada, quimicos, fertilizantes, nada. São puros, queres? Passa cá para um cafézinho.
Sempre me dei bem com as sogras e antes disso com as mães dos namorados. Se vos disser que admiro mais a minha (ex)sogra do que admiro a minha mãe, claro que não vão acreditar. Mas ela é de facto tudo o que eu quero ser quando tiver a idade dela.
Enquanto bebiamos café lá me contou as novidades:
Sogra - Sabes que entrei para a Universidade da 3ªidade?
Rute - Não, não sabia. Mas deixou o voluntariado no Hospital da Parede?
Sogra- Não, isso mantenho. E também continuarei a ajudar-vos com a Carol se precisarem que eu a leve às actividades ou terapias.
Rute- Obrigada :) Gostou da sopa de urtigas que lhe dei antes de ir para cima?
Sogra- Gostei, estáva muita boa. Só disse ao teu sogro quando ele acabou de comer. Diz que se soubesse antes que eram urtigas, não tinha comido, mas gostou :)
E assim continuou a amena cavaqueira...
À noite, chego a casa com os grelos e vêm-me à ideia confeccioná-los da maneira que o Maridão gosta, em esparregado. Ligo para a actual sogra: Olá boa noite. Sabe, deram-me grelos...diga-me lá como é que faz aquele esparregado que o M. gosta tanto.
Resultado, enquanto confeccionava o esparregado a criatividade resvalou para uma pizza com uma única alheira esquecida no frigorifico, dando assim jantar para 3. Hoje de manhã, rumei a casa da (ex)sogra com uma fatia de pizza que foi recebida com entusiasmo.
É assim que apesar do divorcio, o sentimento verdadeiro perdura entre pessoas que gostam mesmo umas das outras. E sorte a minha que vou encontrando outras pessoas que vivem bem, sem ciumes, com toda esta familiaridade. Somos felizes assim, na paz saudável que nos une.
INGREDIENTES - Esparregado de grelos:
  • Grelos de couve tenros e verdinhos;
  • 4 a 5 dentes de alho picado;
  • Azeite;
  • Farinha de trigo q.b.;
  • Leite de soja q.b.;
  • Pimenta em pó;
  • Sal fino;
  • Vinagre de maçã q.b.
INGREDIENTES - Pizza:
  • Massa de pizza para base;
  • Azeite;
  • Cebola laminada em argolas finas;
  • Oregãos secos;
  • Esparregado de grelos;
  • Azeitonas;
  • Queijo mozzarella ralado.
CONFECÇÃO:
Cozer os grelos préviamente lavados e arranjados. Para os tronquinhos cozerem melhor, abra-os ao meio. Coza tudo, folhas, flores e hastes tenras, em água e sal. Enquanto isto, asse a alheira no forno ou na Actifry, picada com uma faca (para não rebentar).
Depois de cozidos, migue os grelos com uma faca. Muito picadinhos e bem escorridos. Numa frigideira refogue os alhos picados no azeite. Junte os grelos migados, salteie. Mais tarde, povilhe de farinha, incorpore. Adicione um fio de leite de soja, incorpore. Tempere de pimenta e de sal. Verifique se precisa de mais farinha e leite. Quando obter uma papa homogénia, junte vinagre aos poucos até chegar no travo que aprecia.
Forno quente, leve a massa de pizza a assar simples durante uns minutos. Quando secar suavemente, retire para fora, unte de azeite, disponha os aros de cebola, povilhe de oregãos, cubra com esparregado, disponha pedacinhos de alheira, azeitonas, pouco queijo ralado, só mesmo para dar uma graça e leve ao forno a 200º.

10 março 2011

DOCE DA CASA 2 e CHANTILLY DE SOJA

O Doce da Casa esta semana já é outro. Varia-se muito cá no Restaurante PPP, mas sempre dentro da mesma simplicidade caracteristica. Complicar para quê!? Já basta tudo o resto ser complicado!

No fim-de-semana passado descobri o creme de soja para fazer Chantilly Vegan. E como é, isto, possivel? Segundo a literatura do pacotinho SOYATOO, contém bebida de soja, manteiga de coco, óleo de palma, xarope de milho e algas gelificantes (julgo ser
agar-agar, a gelatina vegetal). Tudo de origem biológica (ora viste!).

A filhota até come as refeições mais depressa (costumava ser muuuito lenta), na ânsia de satisfazer-se com um Doce da Casa 2. Ainda lembram do
Doce da Casa 1?

INGREDIENTES:
  • Morangos à temperatura ambiente;
  • 1 pacote de SoyaToo;
  • 3 colheres (chá) açúcar mascavado claro;
  • Cereais de peq almoço Quaker Crunchy.
CONFECÇÃO:

De preferência não colocar os morangos no frigorifico pois perdem sabor quando estão frios demais. Eu coloco-os fora do frigorifico umas horas antes. O Chantilly de Soja convém ser confeccionado e guardado no frigorifico, umas horas ou 1 dia antes. É só bater com o açúcar mascavado (a gosto). Nós só utilizamos 3 colheres (chá) de açúcar porque não gostamos das sobremesas muito doces. Depois é só montar o copinho. Morangos partidinhos por baixo, chantilly por cima e topping de Crunchy Aveia com Chocolate.

NOTA: SoyaToo à venda nos Supermercados JUMBO e Lojas CELEIRO.
Outro Chantilly alternativo que também adoro é o Chantilly de Cajú.

09 março 2011

SALADA DE TOMATE COM RASPA DE LIMÃO

Encontrei esta dica no blog Vegê Gourmê e desde então tenho feito imenso. A raspa de limão ilumina o paladar, realça tudo o que esta salada acompanhar. Então se fizerem umas batatinhas com casca, assadas no forno ao sal, saidas do forno e abertas ao murro, regadas com azeite e ervas de provence... passam a refeição toda a dizer: hummm, hummm, hummm.

INGREDIENTES:

2 tomates biológicos semi-maduros;
Raspa de 1 limão biológico;
Azeite puro da Aldeia;
Sal fino q.b.

CONFECÇÃO:

Refiro que os produtos são biológicos porque faz toda a diferença. O tomate biológico é dos vegetais mais saborosos que existe quando é biológico. O limão quando se aproveita a casca tem toda a importância que não contenha pesticidas.

Cortar o tomate em fatias médias. Dispor na saladeira conforme foto. Regar com fio de azeite (usei daquele bem gostoso
das minhas oliveiras da Aldeia). Temperar de sal fino ou ervas aromáticas. Ralar o limão por cima. Deixar repousar 10 minutos para incorporar sabores.

APROVEITO AINDA PARA AVIVAR A MEMÓRIA DAS FUTURAS PARTICIPANTES:

Dia 15 /MAR temos Blogagem Colectiva sobre Fases da Vida. Com o 1ºtema: NASCIMENTO :)

Quem quiser colocar o selinho no seu blog e ajudar a divulgar esteja à vontade para o fazer. Esta blogagem agora já não é nossa, é do Povo!

07 março 2011

NATALIDADE NA TEIA AMBIETAL

Começar a pensar num tema tem destas coisas, absorve-nos por completo e é inevitável reflectir sobre as várias vertentes, especialmente num blog multifacetado como é o PPP. Assim foi com a BCFV e o seu 1ºtema - NASCIMENTO. Ao interiorizar e evoluir dentro da temática surgiu-me a prespectiva ambiental, o impacto que o nascimento de uma criança tem neste contexto, adaptando-o à TA com o título NATALIDADE:

Nada é mais imediato do que relacionar 1 bébé a uma tonelada de fraldas descartáveis, a inúmeras latas de leite em pó, a incontáveis embalagens de papas, compotas de fruta, iogurtes, etc... Acreditem ou não, as fraldas foram uma das minhas maiores preocupações quando fiquei grávida. Apressei-me logo a comprar de pano, afirmei a mim e aos meus familiares que ia evitar as descartáveis, mas depois... depois pensei usá-las somente para xixis :(

Ya, e como adivinhar o que lá vem?!

Nessa época não existiam as
fraldas reuilizáveis que há hoje! Dáva uma trabalheira colocar a de pano, mais o alfinete-de-dama que horrorizada supor, acidentalmente, picar o bébé e no fim, a cueca plástica isoladora. Mesmo assim, se ficava mal colocada, lá acontecia asneira! Isto para não falar do lavar... Pois é menina Rute, de boas intenções está o mundo cheio! Nada mais prático, apesar de dispendioso do que usar descartáveis. Esquece lá isso da poluição, dos 500 anos que as fraldas demoram a desaparecer do ambiente, dos aterros sanitários a abarrotar de lixo, etc etc.

Bom, mas regressemos ao presente (memórias antigas todos devem ter para recordar).

Ao mesmo tempo que surgiu a ideia da BCFV, foram colocadas no concelho onde eu vivo, as chamadas
ilhas ecologicas que supostamente vêm substitir os ecopontos. A diferença não é muita. São apenas contentores subterraneos, enquanto que os ecopontos eram contentores visiveis. Mas eis que ao aproximar-me da ilha E, noto a existência dum depositário nunca antes visto, com o simbolo duma fralda e duma bota.

Pesquiso na internet, encontro
promessas do Governo em 2008, para a criação dum Sistema Nacional de Tratamento de Fraldas Usadas, para a instalação de Unidades de Reciclagem de Fraldas e Produtos de Incontinência ... E fiquei tão contente, mas tão contente que logo de seguida entrei em contacto com linhaverde@emac-em.pt e com a empresa que ficou de trazer a tecnologia para Portugal, tecnoexpor.lda@sapo.pt, para obter mais informações, conclusivas, actuais e de esperança na humanidade :) Puro activismo eco-urbano :)

Pois bem, a EMAC, simpaticamente já me respondeu (obrigada!):

“Os logótipos a que se refere (fralda e bota) foram os adoptados pela EMAC para representar os resíduos indiferenciados (vulgo lixo).
Actualmente, o destino destes resíduos (fralda, bota, entre outros) é efectivamente o fluxo indiferenciado, pois ainda não existe um canal próprio de encaminhamento destes resíduos.
Neste momento, a Autoridade Nacional para a área do Ambiente APA, está a estudar a possibilidade de criar um novo fluxo de resíduos destinado às fraldas, já que as mesmas representam cerca de 5% dos resíduos urbanos produzidos, mas até ser criado, as fraldas devem ser colocadas nos contentores cinzentos, referentes ao fluxo indiferenciado.”

___________________________________

Concluo portanto que estes resíduos indiferenciados se destinam à incineração.

Aguardemos cenas dos próximos episódios! Vou rezar para que a nova tecnologia seja instalada brevemente em Portugal e que o novo fluxo de reciclagem seja criado, uma vez que o Governo Português continua a incentivar ao aumento da taxa de natalidade.

Ainda estou para saber onde é que se vai arrumar tanta gente neste planeta tão pequeno!! Mais ainda como vamos alimentar tanta boca e dar conta de tanto lixo!

Para terminar deixo-vos um puré de maçã, confeccionado no forno solar, ideal para bébés. Fiz e faço muito puré de fruta para a minha filhota. Mas lembro que no caso de obstipação, convém dar maçã crua ralada em vez de puré de maçã cozida. Este último é até recomendável para alturas em que os bébés estão com as fezes mais moles ou liquidas.

Puré de Maçã Solar - Compote de Pommes Solaire - Mashed Apple Puree

05 março 2011

SOPA DE URTIGA BIOLÓGICA

Quase há 10 anos, desde os primordios da minha adesão ao vegetarianismo que desejava consumir algumas das ervas selvagens mencionadas no livro ERVAS - Aplicações Culinárias, Decorativas e Cosméticas de Jack Harvey. Um livrinho antiquissimo que fala sobre o enquadramento histórico do Herborismo e sua errônea associação à feitiçaria, quando é apenas a medicina natural através das ervas.

O livro é um tesourinho. Tem uma introdução subtil embora abrangente, passando pelos jardins de plantas medicinais dos mosteiros, pelos impérios das especiarias no tempo dos descobrimentos, pelas drogas e alucinogénios naturais, pelo combate de pragas nas hortas, perfumes e corantes, até que chega à divisão entre ervas domésticas e selvagens, dedicando um capitulo a cada categoria, de receitas triviais e receitas daninhas :)

Assim, descobri na época que a Urtiga é comestível. Desde a antiguidade considerada medicinal com acção anti-inflamatória, anti-histamínica, diurética, desintoxicante e antianémica. Óptima para combater alergias respiratórias como Sinusite e Rinite, imbatível no combate à retenção de líquidos, retenção de toxinas e ainda, uma ajuda valiosa na anemia e nas hemorragias.

Eis que, por altura da divulgação da
BCFV conheço a Lina e no seu blog encontro uma Tortilha de Urtigas. Renasce então em mim, a vontade antiga de encontrar a erva daninha. Conversa vai, conversa vem, com várias pessoas e tenho a sorte de acertar em cheio! Um quintalinho biológico à espera de mim para o limpar das urtigas espontâneas :)

Digamos que urtigas têm textura de espinafre tenro, sabor adocicado, não picam na lingua e ao fim de algumas horas de serem apanhadas, também já não picam nas mãos.

INGREDIENTES:
  • 2 a 3 batatas biológicas pequenas;
  • 2 alhos-franceses (alho porro);
  • 1 courgette grande (abóbrinha);
  • Azeite;
  • Sal;
  • Folhas de Urtiga (bastantes);
  • 1 cenoura grande ralada;
  • Esparguette partido aos pedacinhos.
CONFECÇÃO:

Colocar as urtigas de molho em bastante água fria.

Preparar as batatas, alho-francês (parte branca) e courgette sem casca, tudo partido aos cubos, para dentro de um tacho de ferro. Cobrir de água e levar a cozer.

Enquanto cozem os legumes, trate das urtigas. Pegue no pé e com uma tesoura vá cortando as folhas, uma a uma. Se ainda estiverem a picar muito, use luvas.

Triture os legumes cozidos com uma liquidificadora de mão. Regue de azeite. Tempere de sal. Triture.

Junte o esparguete partido aos tronquinhos e deixe pré-cozer. Enquanto isso rale uma cenoura. Junte ao tacho. Deixe mais um bocadinho e por fim, adicione as folhas de urtiga.

02 março 2011

MOSTARDA CASEIRA E BIOLÓGICA!

SAVORA! O sabor que o pão adora!
O pão, as
Salsichas, os Hamburgueres, as Bifanas, a Francesinha, etc etc...
Lembram-se do meu
Flocker manual? Foi com essa maquineta que fiz os flocos de mostarda (podem ver imagem no fim do artigo).
INGREDIENTES:
  • 125 gr Grão de Mostarda Biológica;
  • 1/2 colher (café) Canela em pó;
  • 1/2 colher (café) Açafrão em pó;
  • 50 ml Vinagre de Maçã;
  • 1 colher (chá) sal fino;
  • Água q.b.;
  • Molho branco de soja.
CONFECÇÃO:
Passar os grãos de mostarda no flocker. 3 vezes ou até ficarem completamente espalmados. Convém na primeira moagem não apertar muito as rodas. Ajustar na 2ª e 3ª moagem.
Juntar manualmente todos os ingredientes (à excepção do molho branco). Atenção que não é para triturar. A lâmina retirará paladar aos flocos de mostarda. Adicione a água por último até obter uma papa grossa embora pouco liquefeita (ver pasta na última foto do artigo).
Tapar o pote com pelicula. Guardar em local fresco e escuro durante 5 dias. Ao fim desse tempo pode ser usada, embora seja muito forte. Caso queira a mostarda para barrar no pão, então junte 2 colheres (sobremesa) de pasta de mostarda a 1 copinho de molho branco e triture com a liquidificadora de mão. A restante pasta guarde no frigorifico e utilize em pequenas porções nos cozinhados, ou para fazer mais mostarda de barrar.

Se quiser uma mostarda de barrar mais amarelinha, adicione açafrão em pó aquando do molho branco.

APROVEITO AINDA PARA AVIVAR A MEMÓRIA DAS FUTURAS PARTICIPANTES:

Dia 15 /MAR temos Blogagem Colectiva sobre Fases da Vida. Com o 1ºtema: NASCIMENTO :)

Quem quiser colocar o selinho no seu blog e ajudar a divulgar esteja à vontade para o fazer. Esta blogagem agora já não é nossa, é do Povo!