31 dezembro 2010

HAPPY NEW YEAR

HAPPY NEW YEAR, EVERYBODY!
Adeus 2010!
Olá 2011 :)
Um ano muito próspero para todos. Brindemos com o meu fabulástico Licor de Uva, à saúde de todos, à harmonia em casa, no trabalho e na sociedade em geral, muita paz e alegria!!

Esta Uvinha (identica à ginginha) é 100% caseira. A foto da videira carregada de uva de vinho é do meu terreno da aldeia, quando fui lá em finais de Agosto apanhar os cachos biológicos que crescem de mãos dadas com a natureza. Sem interferência do homem.

Geralmente costumo
desidratar em uva-passa, mas como em Ago de 2010 ainda tinha muitas passas de Set de 2009 (apesar de com elas ter feito bastante Vinho de Kéfir e Uva-Passa), decidi trilhar outros caminhos de descoberta com uvas.

INGREDIENTES:
  • 1 kg uvas soltas do cacho;
  • 1 litro de boa aguardente;
  • 2 chávenas (xicaras) de açúcar mascavado claro;
  • 4 chávenas (xicaras) de água purificada;
  • Casca de 1 limão;
  • Pau-de-canela.
CONFECÇÃO:

Faça uma calda grossa ao lume, com o açúcar integral e a água purificada.

Num garrafão de vidro, de preferência com revestimento por fora para proteger o interior de luz, introduza as uvas lavadas e seleccionadas (escolha bem para não usar uvas tocadas ou podres), mais a aguardente (encomendei caseira), e a calda de açúcar depois de fria.

Feche com rolha de cortiça, tendo a certeza que não ocorrerá permutas de ar. Guarde em local de temperatura amena durante 3 a 4 meses. Longe de luz e de calor.

Ao fim de 3 a 4 meses, retire uma parte para uma garrafa, junte casca de 1 limão biologico e 1 pau-de-canela. Beba ao fim de 1 a 2 dias.

Com o licor que restou no garrafão pode tentar outra aromatização, em vez do limão e de canela. O céu é o limite. Crie!

Fonte:
Site TudoGostoso - Autora Durvalina
NOTA:
O garrafão é reutilizado. Ao tentar comprar um garrafão na Cooperativa Agricola aqui da zona, descobri que tinham garrafões em 2ªmão para venda. Muito limpinhos, que são desinfectados com vinagre e vendidos a 1 euro ou 2 euros, já não me recordo.
Um magnifico garrafão de vidro grosso revestido a plástico branco a imitar as nervuras de vime. Claro que... se um dia tiver a sorte de encontrar um garrafão revestido a cestaria, melhor ainda. Acho-os lindissimos. A ver se visito as lojas de cestaria de Sintra, concelho limitrofe de Cascais :)

30 dezembro 2010

LEMON CURD ou Creme de Limão

Lemon Curd é um género de creme de pasteleiro com intenso sabor a limão. Tradicional de Inglaterra, muito apreciado barrado em scones, panquecas, recheio de bolos, ou em topping de variadissimas sobremesas! Multifuncional e viciante, mesmo quando só comido simples, à colherada ou em cima duma fatia de pão rústico. Apresenta um sabor agridoce podendo até acompanhar pratos principais tornando-os assim mais exóticos :)

Não confundir com o doce de limão ou com a lemon marmalade, pois estes dois não levam ovos, enquanto que o lemon curd sim.

INGREDIENTES:
  • 160 gr açúcar mascavado claro (integral);
  • 2 ovos inteiros biológicos;
  • + 1 gema de ovo biológico;
  • 60 gr manteiga de soja;
  • Sumo e cascas amarelas de 2 limões biológicos.
CONFECÇÃO:

Com o copo da bimby bem seco, pulverizar o açúcar integral, 20 seg., velocidade 9.

Juntar as cascas ao copo liquidificador, apenas parte amarela, previamente lavadas e secas, pulverizar, 15 seg, velocidade 9.

Adicionar a manteiga suavemente derretida, mais o sumo de limão, programar 2 minutos, velocidade 2.

Juntar os ovos (2 inteiros + 1 gema), programar 10 segundos, velocidade 4.

Por fim, programar 7 minutos, temperatura 80º, velocidade 2.
Retirar para os frascos e deixar arrefecer antes de refrigerar.
Dura bastante no frigorifico. Dá exactamente a quantidade da foto.

Fonte:
Forum Bimby - Autora Patuxa Versão sem bimby: Lemon Curd Manual - Autora Ângela

26 dezembro 2010

CONGUITOS DE ALFARROBA E AMÊNDOA

Um sucesso na véspera de Natal. Um simples aperitivo ou "digestivo" vegano. Muito saudável e delicioso. Muito bem vindo na altura do cafézinho. Fecha qualquer refeição com chave de ouro.

INGREDIENTES:

Tuli caseiro de Alfarroba e Amêndoa;
Chocolate em pó;
Coco desidratado sem açúcar (biologico);
Amendoim torrado.

CONFECÇÃO:

Fazer um
Tuli de Alfarroba e Amêndoa mais espesso. A mim aconteceu-me por acaso e como não dáva para barrar no pão, decidi-me por recriar noutro doce.
Faça bolinhas com a pasta, partindo dum amendoim torrado como núcleo. Metade das bolinhas passe em chocolate em pó, e a outra metade passe em coco ralado desidratado.
Dá algum trabalho manual mas é muito simples. Qualquer criança está apta a confeccioná-los. E a comê-los também!

21 dezembro 2010

CABRAS-BOMBEIRO NA TEIA AMBIENTAL

Dia 21/12/2010 é para mim um óptimo dia para participar na Teia Ambiental. Do somatório seccionado dos números, chegamos a dia 3 de mês 3 de ano 3 :) E sendo o 3, simbolo de inspiração e criatividade, sensibilidade e beleza, aquele número que confere expressividade e boa comunicação, é precisamente nesta data que me dirijo a vós, potenciada com todas as qualidades do 3 com um objectivo total 9, simbolo numerologico do irmão da humanidade e do ambiente.

A Teia de Dezembro propos-nos falar de Incêndios Florestais. Embora em Portugal estejamos a entrar no Inverno, período sem ocorrência de fogos, noutros pontos do mundo, aproxima-se a época de Verão e os desastres naturais destruidores de floresta. O tempo quente e seco que ao mais pequeno descuido, se não mesmo, à mais pequena malicia, incendeia áreas enormes, queimando fauna e flora sem dó nem piedade. No termino do
crepitar das chamas, restam as paisagens nuas em cinzas, o silêncio e o caos.

Mas, à parte de enumerar os problemas, eu gosto de soluções. Sou uma mulher de resoluções, sempre preocupada em encontrar uma saída e apoiante de medidas pró-activas que tentam antecipar as problemáticas de forma preventiva. Por isso quero dar enfoque ao
Projecto Self-Prevention Caprino que inicia funções na recta final deste ano 2010, com o objectivo de evitar os fogos estivais na região fonteiriça do Douro Português/Duero Espanhol.

Serão introduzidas 150 mil cabeças de gado caprino no Douro Interior, zona montanhosa, de dificil acesso ao ser humano, onde as cabras-bombeiro irão limpar a erva espontânea e o excesso de vegetação pelo simples processo de se alimentarem ao ar livre. Ao abrigo dum modelo piloto, a nível europeu, de auto-gestão de capitais público-privados, irão ser criados 712 postos de trabalho nas várias áreas do projecto, como, pastoreio, veterenária, leitaria e queijaria, tratamento de excrementos (biomassa), administração e comercialização de produtos caprinos.

Combate-se assim dois problemas em simultâneo: o ambiental e o social. Uma vez que a criação de emprego contrariará a desertificação do norte interior. Uma oportunidade para jovens rurais que sintam o chamamento à natureza, protegendo-a e produzindo rendimento nacional.

A única dúvida que subsiste no meio do meu pensamento é se este aumento de produção não será incompatível com o regime de
quotas leiteiras europeu... A ver vamos se Portugal ainda vai pagar multas por exceder o limite de produção de quota que lhe foi atribuida.

Para terminar, e como estamos em período natalíco onde na maior parte das mesas portuguesas irá surgir o famoso cabritinho assado no forno... deixo-vos uma alternativa vegetariana de Seitan no forno:

INGREDIENTES:

Cebolas;
Seitan;
Pimento vermelho;
Azeitonas pretas;
Alho;
Batatas;
Cenouras;
Espinafres;
Sal;
Pimenta;
Ervas de Provence;
Azeite;
Coentros frescos picados.

CONFECÇÃO:

Cortar a cebola em meias-luas e com ela fazer uma cama para o seitan.

Lardear o seitan com pimento aos palitos, azeitonas desencaroçadas e laminas de alho. Esfregar com pasta de azeite e coentros picados. Adicionar sal e pimenta moida.

Preparar as batatas e as cenouras conforme a foto. Regar com azeite e pingos de água. Cozinhar em forno a 150º.

Embora não tenha usado, pode utilizar pasta de pimentão e pasta de alho em substituição do pimento vermelho e dos alhos. E também uma pinga de vinho.

Quase no fim, juntei ao tabuleiro, uns espinafres mal cozidos que restavam no frigorifico.

Outras formas de ajudar é a reflorestação, através de várias iniciativas particulares. A exemplo:

Neste Natal ofereça Árvores
Abraçar uma causa verde por 1 Euro
Instigar a uma parceria

Outras participações que vale a pena conferir:

Alma Mater
Flora da Serra
Espiritual-idade
Dicas Green
Natureza...lindaaaaa!!

12 dezembro 2010

EMPADÃO DE 2 MASSAS (de aproveitamento)

O Projeto Reciclar na Cozinha continua por tempo indeterminado no PPP :)
Aqui vos trago um empadão de 2 tipos diferentes de massas. Um deles, o esparguete era uma sobra esquecida no frigorifico. Bastou cozer mais uma porção de massa cortada e inventar um recheio que se adapta, igualmente, de qualquer sobra.
No Delicias & Talentos conseguiu-se
47 participações. E agora segue-se a seleção do Centro Comunitário de Carcavelos para eleger as 12 próximas edições do Jornal Ágora.
INGREDIENTES:
  • Esparguete cozido;
  • Massa cortada cozida;
  • Ervilhas com cenouras baby, cozidas;
  • Tofú fumado;
  • 1 pacote de molho branco;
  • 1 pacote de natas de soja;
  • Queijo ralado q.b.;
  • Salsa para decorar.
CONFECÇÃO:
Num copo alto juntar o molho branco com as natas de soja. Temperar de sal, pimenta, noz moscada.
Numa terrina, colocar o esparguete por baixo. Depositar o recheio de ervilhas e cenouras baby cozidas, com o tofú esfarelado. Regar com parte do molho branco. Terminar com a massa cortada. Regar com o resto do molho.
Terminar com queijo ralado e levar a gratinar durante 30 minutos.
Servir com uma salada variada.

10 dezembro 2010

LEGUMES À BRÁS (de aproveitamento)

Não sei se vos tem acontecido como a mim, mas desde que o Projecto Reciclar na Cozinha começou que ando mais desperta para o reaproveitamento de sobras. Isto é que está a ser um enorme movimento de consciêncialização, hein! Atinge tudo e todos os que estão a acompanhar o Desafio, não concordam?
Pelo que, tinha umas batatas-palha de pacote na despesa, metade de um pacote que se comprou no dia em que a filhota quis fast food caseiro, ou seja,
Cachorrão vegetariano. Claro que não defendo este tipo de comida mas a rapariga está na idade de gostar destas coisas, portanto não adianta contrariar.
Vai dai, as batatas-palha preparavam-se para rançar quando lembrei que há muita gente que faz bacalhau à brás rápido, com batata-palha de compra. Gosto mais com batatas fritas na altura, caseirinhas, mas mais vale reciclar, do que deixar estragar as sobras. Deram então origem a uns legumes à brás fantásticos.
Cá no PPP também não costumamos cozinhar bacalhau, mas sim
Alho francês (porro) à brás como alterativa. Pelo que é uma versão melhorada da já publicada :)
INGREDIENTES:
  • Azeite q.b.;
  • 4 partes brancas de alho-porro médios;
  • Sobra de ervilhas cozidas com cenoura baby;
  • Batatas-palha de pacote;
  • 4 ovos M;
  • Sal e pimenta;
  • Azeitonas;
  • Coentros frescos picados.
CONFECÇÃO:
Lavar muito bem os alhos franceses por dentro. Geralmente corto-os ao meio para lavar. Picar para refogar.
Num frigideira refogar os alhos com o azeite e quando tenros juntar a tacinha de ervilhas cozidas com cenouras baby (ou outra sobra de legume cozido). Saltear. Juntar a batata-palha.
Bater os 4 ovos com sal e pimenta. Envolver o preparado da frigideira com os ovos até secar.
Servir com azeitonas e coentros frescos picados. Juntamente com uma salada. Optei por salada de alface, rúcula, pimento verde laminado e beterraba envinagrada.

08 dezembro 2010

ÚLTIMOS DIAS - PROJ. RECICLAR A NÃO ESQUECER!!

Gente!!!! Está quase a terminar o Desafio de Culinária Reciclada!
Data a não esquecer - DIA 11 - Sábado até às 23:59!

Como estamos na recta final do passatempo, resolvi armar-me em luzinha de Natal e iluminar as vossas cabeças com algumas reciclagens culinárias:

Traça Boomerang à Bolonhesa
Pão de pão duro ralado
Bombons de fibra de fruta/legume
Gelado de sobra de salada frutas
Bolo de pão ralado
Mas há mais! Muitas mais ideias! Dêem uma olhada no blog das restantes organizadoras:
E ainda no blog de algumas visitas do PPP das quais recordo estes artigos:

E peço desculpa às restantes visitas habituais mas não me lembro de reciclagens da vossa cozinha: Suzi, Abelhinha, Ameixinha, etc... avivem a minha memória com um link vosso, por favor!!

03 dezembro 2010

JARDIM DE TORNEDÓ VEGETAL

O tornedó, também chamado de tournedo, fillet mignon ou naco é um bife redondo da parte mais tenra. Agora possivel de encontrar na versão vegetariana, sobre a marca Gerblé. Embora o nome do produto seja hamburguesa de soja al estilo provençal, o formato deste "hamburguer" é redondo, pequeno e alto como um naco.
É muito saboroso, constituído 75% por tofú, juntamente com aveia, millet, amido de trigo e soja, temperado com cebola, alho, tomate, manjericão, salsa e óleo de palma. Uma combinação especialissima que lhe confere um paladar exímio.
INGREDIENTES:
  • Esparguete para 2 pessoas;
  • Mistura congelada chinesa de vegetais (contém algas, cenoura e pimento amarelo, por ex);
  • 1 cubo de vegetais;
  • Azeite q.b.;
  • Alho laminado;
  • 2 nacos Gerblé;
  • Sal e pimenta;
  • Mortandela vegetal;
  • Pimento verde crú;
  • 2 centros de alface.
CONFECÇÃO:
Refogue a mistura chinesa com azeite no tacho onde vai cozer o esparguete. Ferva água à parte. Quando a mistura descongelar, junte água suficiente para a quantidade de esparguete desejada. Tempere com um cubo de vegetais biologicos e deixe cozer.
Numa frigideira refogue no azeite, os alhos laminados grosso, frite os nacos durante pouco tempo de um lado e de outro, tempere-os (sal/pimenta). Enrole-os com metades de mortandela vegetal (usei Biosmile Texas), antes de servir.
Prepare a alface e o pimento. Monte o prato com o tornedó ao centro, o esparguete e o pimento verde à volta e a alface em cima do tornedó.

01 dezembro 2010

SELO DOCE e 9 caracteristicas sobre mim

Recebi este selinho da Luísa - Horta Encantada e aqui estou para responder a 9 coisitas sobre mim.
Como sou uma rapariga muito prática, lembrei da resposta a um desafio semelhante que publiquei em JAN 2009, e reciclei-o de 5 manias para 9 caracteristicas pessoais.
A quem possa interessar aqui fica a minha prestação no Selo Doce:
Tenho a mania...

...do "Home Made". Se pudesse não comprava nada, fazia tudo com as minhas próprias mãos. Desde alimentação, vestuário, calçado, habitação, etc.

...da "diversidade". Sou alérgica à monotonia ;-))

...do "aproveitamento". Comigo nada se perde, tudo se transforma.

...de estar sempre a ajudar os outros, e às vezes lixo-me!!

...que sou médica e opino com frequência sobre a saúde dos outros. Embora apenas em mim é que pásso da teoria à prática.

Mais 4 caracteristicas...
...defendo que a simplicidade é o expoente máximo da sofisticação.
...promovo uma vida anti-consumista, especialmente no Natal e épocas festivas.
...acredito que tudo tem causas e consequências pelo que não podemos ser irresponsáveis nos nossos actos.
...considero que a felicidade é a maior riqueza que o homem pode ter, pelo que é importante partilhá-la.