31 agosto 2008

Pão de Quinoa com açafrão

A Quinoa foi moida em casa. Grãos de Quinoa moidos na Bimby.
Ingredientes para Pão:
200 ml de leite de Soja morno
150 ml de água morna
2 colheres de "sopa" de mel
1 colher de "chá" de sal
2 colheres de "sopa" de óleo de amendoim
3 copos de farinha Trigo moagem 65
1 copo de farinha de Quinoa moagem grossa
1 pacote de fermento padeiro seco
Maçã desidratada cortada aos pedacinhos
Amendoins cortados aos pedacinhos
2 colheres de "café" de Açafrão

Confecção:
Colocar os ingredientes pela ordem na forma da máquina do pão
(excepto a Maçã, Amendoins e Açafrão)
Seleccionar o programa FastBread II de 1hora e 15 minutos
Quando faltar apenas 1 hora e 6 minutos, juntar os restantes ingredientes
Nota: Se notar que a massa não forma uma bola elastica,
junte mais um pouco de farinha de trigo

18 agosto 2008

IDEIAS com alimentos desidratados #2

Há uns tempos atrás, num workshop que frequentei sobre azeite e vinagre aromatizado e sal condimentado, organizado pela Quintinha, trouxe de lá um sal que tenho usado com frequência.

O sal condimentado é uma boa maneira de diminuir o seu consumo, uma vez que aplicando a mesma quantidade à comida que estamos habituados, estamos na verdade a aplicar menos sal e em substituição temperamos com outros ingredientes.


Como o Sal Quintinha tinha terminado, resolvi confeccionar o meu próprio sal condimentado. Triturei os alhos desidratados do Excalibur juntamente com o aipo e pimento vermelho desidratado. Após estar tudo reduzido a pó, numa tijela grande, misturei o sal biológico, mais ervas secas (optei por cerefólio e metades de folhas de louro), e especiarias (pimenta por ex.).

Siga a sua imaginação e gosto pessoal. Também pode utilizar flôr de sal em vez de sal tradicional.

15 agosto 2008

Pão de Iogurte com morango

Antes de apresentar a receita, tenho de contar a grande descoberta que fiz:

Lembram-se daquele moinho de cereais que eu queria adquirir? Já desisti. pois descobri que a minha Bimby faz farinha dos grãos de cereais!!


Verdade!! A Bimby é, realmente, espantosa! Quem não conhece, pode ver aqui.



Comprei no Celeiro vários grãos (centeio, cevada e aveia). E desta vez experimentei fazer o pão de iogurte com aveia. É óptimo poder aproveitar tudo de um grão. Na farinha integral nada se perde e tem outro aroma e paladar uma farinha acabada de moer. Pelo que triturei apenas a quantidade necessária para obter um copo de farinha de aveia.

E vamos lá à receita:



Ingredientes:

2 iogurtes soja de morango (aquecidos)

100ml de água morna

sumo de 1/2 laranja

2 colheres (sopa) de mel

1 colher (chá) de sal

2 colheres (sopa) de óleo amendoim

3 copos de farinha de trigo moagem 65

1 copo de farinha de aveia

1 pacote de fermento seco

pássas, morangos e maçã desidratados em pedacinhos

flocos de aveia

sementes de sésamo

Preparação:

Misture bem os iogurtes e aqueça-os suavemente no micro ondas

Faça o mesmo à água.

Deite todos os liquidos na forma do pão (incluindo o sumo), junte mel, sal, óleo.

Adicione a farinha de Trigo, depois a de Aveia e o fermento.

Programe a máquina no ciclo Fastbread e START.

Quase no fim da etapa AMASSAR, junte as pássas, flocos, sementes e moragos + maçã cortados.

E agora... é só esperar ;-)

14 agosto 2008

A TRILOGIA DA VINGANÇA de Park Chan-Wook

A vingança é como um veneno que é depositado em nós por quem nos prejudica de forma bastante lesiva. Funciona como uma intoxicação, minando todo o nosso pensamento, instigando a comportamentos irracionais.

Embora muitos aspectos da vingança possam lembrar o conceito de igualdade, na verdade a vingança, em geral, tem um objetivo mais destrutivo do que construtivo. Quem busca vingança deseja forçar o outro lado a passar pelo que passou e/ou garantir que esse outro não seja capaz de repetir.

É um dos sentimentos humanos mais fortes. Geralmente a pessoa lesada só descansa quando consegue deitar para fora todo o veneno através da retribuição exacta ou exagerada, à pessoa que o lesou, ou a familiares próximos que constituam alvos de dor consideravelmente mais intensos.

"Os homens apressam-se mais a retribuir um dano do que um benefício, porque a gratidão é um peso e a vingança, um prazer". -
Tácito

"A vingança agrada a todos os corações ofendidos; [...] uns preferem-na cruel, outros generosa". -
Pierre Marivaux

Park Chan-Wook é um Realizador e Escritor de filmes, Sul Coreano. Dissertou sobre Vingança através duma Trilogia de filmes apresentada nos anos 2002, 2003 e 2005. Estes filmes embora sejam extremamente violentos (bem ao estilo asiático) são preciosas obras de arte, quer pela sua imagem, pelas tramas complexas, cheias de reviravoltas, muito surpreendentes, e pelas bandas sonoras.

2002 - Sympathy for Mr.Vengeance (Simpatia pelo Sr.Vingança)


Dificil de encontrar em algum clube de video, é para mim o mais fraco da trilogia. Portanto, não aconselho a começar por aqui. Se não gostar dos outros dois, então desista de o procurar no mercado de DVD português.

No entanto, tem algumas cenas inesquecíveis. A cena que achei mais criativa é aquela em que o rapaz surdo-mudo está a conversar com a namorada, lado a lado na cama, ambos virados para um espelho. A camara de filmar está atrás do espelho e consegue apanhar ambos personagens a comunicar por gestos numa amena "cavaqueira".

Este filme traz a lume o dramático problema da venda de orgãos na Ásia e das desigualdades sociais.

Sinopse:

Ryu, um jovem surdo-mudo, vê a sua irmã mais velha, a cada dia que pássa, mais e mais doente. O hospital não tem um rim para fazer o transplante e é provavel que a irmã de Ryu morra em breve. Desesperado Ryu tenta uma primeira solução que o deixa sem dinheiro e sedento de vingança por quem o roubou. Pelo que opta por uma segunda solução, pouco ética que acaba mal, sem solucionar nada, terminando também ele por ser alvo da vingança de alguém.

2003 - Old Boy (Velho Amigo) - Grande Prémio - Cannes 2004



Este filme violento (carregado de sangue) segue a estranha história de Dae-Su que está preso, incomunicável, há 15 anos, num quarto sem porta nem janela que lhe proporcione saída, sem saber porque motivo e quem é o seu raptor. Quando finalmente é libertado, não lhe é dada nenhuma explicação. Dae-Su inicia então uma busca por respostas e também por vingança. A sua sede de vingança encontrará então como resposta, a vingança de outro, no meio duma teia de conspiração montada à sua volta.

2005 - Sympathy for Lady Vengeance (Vingança Planeada)



Estranhamente e contrária à opinião dos criticos, este é o melhor filme da Trilogia, no meu entender.


Dizem ser um filme para senhoras, uma vez que aqui a personagem principal é uma Lady :-)) Mas não é por isso que a vingança é um prato que se serve menos frio!
Concordo que não temos rios de sangue, nem violência explicita. Mas ela está lá, a violência, mas não é visivel, é imaginada. Eu prefiro assim.


Comecei logo por adorar o genérico de abertura do filme, de uma beleza... As cores do genérico estão carregadas de simbolismo. O branco da igualdade e da paz, raiado de sangue da vingança e da guerra. Aliás, o branco, o vermelho e o preto são uma constante durante todo o filme.

Apreciem lá o genérico:


Sinopse:

Lee Geum-ja é inocente. Foi acusada de assassinato dum pequeno rapaz. Ela não cometeu este crime mas cumpre pena na prisão.

Quando sai, tem já um plano montado para se vingar do verdadeiro assassino que a tramou. Mas para isso precisa da ajuda das suas companheiras de cela que foram libertadas antes dela.

Uma a uma vamos conhecendo as histórias de cada uma das presidiárias e de como estas estão em dívida perante Lee, não podendo recusar ajudá-la.

A vingança é cumprida mas o tempo de espera foi demasiado, Lee foi consumida pelo ódio, a vingança destruiu-a também a ela.

Destaque:

Uma das partes mais marcantes para mim, é quando Lee reune os pais de todas as crianças que o verdadeiro assassino matou e mostra-lhes a forma brutal como os seus filhos morreram. A fome de vingança é nesse momento colectiva e Lee Geum-ja permite-lhes que façam justiça pelas próprias mãos, sem Lee Geum-ja sujar as suas. A sua vingança será através daquelas pessoas lesadas. Brilhante!!


Por tudo isto, é um filme a não perder. Duro e muito forte porém, para mim, é uma obra prima. A banda sonora é de Vivaldi (musica barroca, instrumentos barrocos).

Curiosidade:
Existem 2 versões deste filme. A versão standard e a versão "a desbotar em preto e branco". Ambos começam a cores mas a versão "a desbotar P&B", tal como o nome indica, vai perdendo a côr até terminar completamente em Preto e Branco. De extrema importância para as cenas finais do filme. Mais simbolismo que isto é impossivel. Todo o filme tem predominância de vermelho (dor, ódio, raiva) e perder a côr no final quase que indica alivio, descanso da guerreira, mas também perda de vida e vitalidade, porque todas as cores desapareceram juntamente com o vermelho.

06 agosto 2008

Pão Pizza com tomate seco

Ingredientes:
1 copo leite soja (200ml)
150 ml água
2 colheres (sopa) açúcar integral
1 colher (chá) sal integral
2 colheres (sopa) óleo milho
3 copos de farinha trigo biologica moagem 65
1 copo de farinha centeio biologica moagem 70
1 pacote de fermento seco
1/2 copo de tomate seco picado
2 colheres (sopa) de folhas de oregãos secas
Programa: Fastbread (1 hora e 15m)

Fiz este pão num fim de tarde quente no qual um pôr de sol dourado embelezava a minha janela.
Ainda quentinho coloquei queijo e parecia mesmo pizza.
Daí o nome: Pão Pizza. Adorei o sabor.
Podem-se fazer umas tostas de vegetais, deliciosas, com este tipo de pão.
Serve de jantar, acompanhas de umas cervejas fresquinhas.

02 agosto 2008

Próxima Aquisição

(para quando? não sei)




É esta máquina que ando a namorar agora :-))

A máquina e os seus apetrechos.
Já me estou a imaginar a comprar cereais variados, ou até mesmo a cultivá-los, para poder moer as farinhas em casa. Vida de campo minha gente, vida de campo é o que eu queria ter.

Aos poucos livrei-me dos pacotinhos de 500 gr a 1 kg de farinha. Das imensas embalagens plásticas para deitar no contentor amarelo. Mas quero ir mais além. Continuar a aperfeiçoar a minha auto-suficiência.

Da última vez comprei uma saca de 25 kilos de farinha trigo biológica na Biocoop. Mas o problema é que a farinha tem um prazo de validade bastante limitado. Enquanto que os cereais em grão duram anos e quando são moidos na altura de fazer pão dão um sabor inigualável para além de maior riqueza de nutrientes.


Conforme é referido no site: http://molinosdecereales.com/


"Un grano de cereal puede conservarse durante miles de años manteniendo intactas sus propiedades, no ocurre lo mismo sin embargo con la harina, que en el momento en que entra en contacto con el aire comienza un rápido proceso de oxidación y pérdida de nutrientes. La molienda en molino de piedras, además de conseguir una harina extra fina y esponjosa, llena de sabor, conserva las vitaminas y oligoelementos intactos, pues a diferencia de la harina industrial o la que se hace en casa con cuchilla de metal, ésta no se sobrecalienta."


Apetrechos:


Suporte de madeira para 3 sacos de linho. Ideiais para guardar os cereais. Permite que os cereais respirem e que não sejam atacados pelos insectos.

Peneiras para separar a farinha mais fina da mais grossa (carolo ou farelo)

Pá e tijelas de madeira em estado natural